ESTRELAS

sábado, 28 de junho de 2008



Teu amor banhava o meu coração num êxtase místico
semelhante a um botão de flor se abrindo...
Em chuva de amor me inundava...
Lágrimas doces lavavam a alma
como a brisa morna do fim de uma tarde de verão
Arrebatada do corpo para além das estrelas
escutava tua voz atravessando o celeste azul-anil
coalhado de pontinhos luminosos
Saciada de ardor despertava de sobressalto...
Nas veias circulava o fogo meigo e sedutor da sua voz
Inspiração que deu vida ao sorriso, ao olhar que virou sol
Agarrada a Você, dentro do meu coração em silêncio
o brilho das estrelas visitou meu olhar, mais uma vez...

1 comentários:

thayanne disse...

Muitoo lindooo *.*