Amor antigo.

domingo, 21 de novembro de 2010


Mesmo na distancia...

Os corações respiram juntos

Nem cabem numa só vida

Atravessam o tempo

De raízes fecundas

Mergulham no infinito...

E se de amor verdadeiro

Nunca fenecem

Surgem mais ardente

Na pobre esperança

se não vencem a dor

resplandecem em um canto obscuro


1 comentários:

COISAS DE LUCI disse...

Me indentifiquei muito nesta mensagem amiga..fique com Deus